sexta-feira, 10 de abril de 2009

UM PENTAGRAMA PASCAL

pintura/em madeira/Séc.VI D.C./
retrato/Cristo ao lado do superior Mená/mosteiro em Baouit/Moyenne Egypte
Museu do Louvre/Paris/FR



FELIZ PÁSCOA!



Quando o vento sopra as estrelas
tudo o que se guarda
se move
pois quem traçou o caminho dos ventos
dos turbilhões
também deixou escrito o das estrelas
e um pentagrama de gaivotas...
e quem está em cima
também embaixo está
Desde a primeira pedra te espero
à beira do rio onde nasce o milho
lá onde se pescam os peixes de sangue e jade
e a aurora esparge o pólen
A pedra foi revolvida!
Vem!

4 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Harmonia, paz e uma feliz Páscoa. Bjos.

Madalena Barranco disse...

Lilian, que saudade de você e de suas letras mágicas! A Páscoa através de sua poesia se transforma em algo enternecedor...

Muitos beijos
Madalena
P.S: Lilian, me perdoe a ausência, que aconteceu pela hospitalização durante meses de meu pai e seu falecimento... Agora, querida, volto aos poucos à Web e aos meus adorados amigos blogueiros.

O Profeta disse...

Mas um beijo às vezes
Faz parar o tempo em seu desvario
Arranca mil sentires à alma
Voa no celeste preso em terno fio

Liberta esta lava incandescente
Transbordante em teu peito palpitante
Dá-te as asas de um pássaro azul
Transforma o eterno em sublime instante



Bom domingo


Doce beijo

O Profeta disse...

Ó chamateia que fala da saudade
Ó canção que pões um brilho nos olhos
Ó mulher que tens a forma da viola
Ó que espalhas paixões aos molhos

E o cantar da meia-noite
A todos encanta e seduz
Cantar até que morra a voz
Cantar até que haja luz


Vem tocar uma Viola de dois corações



Mágico beijo