sábado, 6 de agosto de 2011

ARVORECENDO





Hoje amanheci arvorecendo
folhas de sal nascendo  da dança
recrianço-me entre as dunas
quentes dunas da aldeia da minha alma
onde pasta a luz do sol
sobre o terreiro varrido
onde murmuram os cabelos do vento
na floresta cinzelando os pensamentos meus
silenciando os meus pássaros cansados
Só tua canção me embala na teia
nos nichos dos verbos que me arvorecem

3 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

arvorear com um poema significante e com vários significados é saber fazer a semeadura tendo com sementes as palavras. Bjos.

Eliana f.v. - Li Andorinha - disse...

Lilían minha querida...Belíssima poesia!Que imensidão encantada reluz
nessa tua inspiração! Seu amanhecer arvorecndo fez nascer em mim, asas de infinita harmonia!
Em revoadas de alegria agradeço esse belo momento que me ofertou!

beijinhos canto-encanto de passarinho
com carinho da Eliana

Eliana f.v. - Li Andorinha - disse...

Lilían quero te convidar para uma ciranda poética que a querida amiga
Virgínia F. está coordenando...o tema é "Para meu Pai". Ficaria muito feliz com tua presença nessa ciranda...
Se aceitar o convite peço que envie até o dia 13(sábado) para o email que
deixo aqui... vicamf@yahoo.com.br.
E já agradeço pela atenção

mais beijinhos carinhosos e admirados...da Eliana