quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

SE A PALAVRA É ANDANTE...TODO POEMA É PEREGRINO






Claro com certeza
como o sol não vai esquecer de mim ou de ti amanhã
depois da caminhada da noite da alma do poema
e se palavra é esse apascentamento
que delira o rebanho do verbo
e enlaça e laça e tudo desentranha
ávida buscadora é trapezista
que veste e traja a pele do verso/ dos opoentes
e desbrava
deslocando o ôlho do céu nas vias do mundo
a palavra não faz conta
mas quando ajoelha faz de conta e recria os salmos
como os peixes como as pedras...
e se retirante
se andante em mim
em ti
todo poema é peregrino!

Um comentário:

EDER RIBEIRO disse...

E da forma que o recebeu, lhe digo, ele é divino. Amei. Bjos.